Quarta-feira, 15 de Novembro de 2006

Romanização da Península Ibérica

 

 

 Romanização - Processo de apropriação da cultura romana pelos povos que estavam integrados no Império Romano e que os levou a adoptar a língua, os costumes, o modo de vida, a religião, o direito e a arte dos romanos.

 Vestígios Romanos na nossa região

  

                                                                                                                                                 Mangualde

  Viseu

publicado por esfahistoriadores às 10:46
link do post | comentar | favorito
|
10 comentários:
De I. Gama a 19 de Novembro de 2006 às 16:41
A conquista da Península Ibérica pelos romanos deu-se no contexto da Guerra Púnica.
A invasão principiou no Sudeste, onde foi oferecida pouca resistência, uma vez que os povos que aí se encontravam estavam habituados a relacionar-se com culturas diversas.
Pelo contrário, nas zonas do centro e norte da Hispânia, os romanos depararam-se com bastantes dificuldades, devido a tribos guerreiras como os Lusitanos que levantaram muitas obstantes ao domínio romano, não se conformando e lutando com ferocidade.
Contudo, não é possível afirmar que a conquista tenha sido perpretada de forma violenta, pois os romanos valeram-se de outras armas para instituir o seu poderio.
Posto isto, os veículos da romanização apoiaram-se no Direito, que foi encarado com muito agrado pelos nativos; numa densa rede de cidades, que comunicavam entre si através das excelentes vias construídas pelos romanos, possibilitando a circulação e comunicação de todo o Império; a língua, provavelmente o factor mais importante de união do Império e disseminação da cultura; a religião; os imigrantes, que se misturaram com os nativos ; o exército romano; a acção das autoridades provinciais.
Deu-se desta forma o processo de romanização que, apesar de mais incidente após a conquista, já fora começado muito antes das invasões romanas.
Ainda hoje podemos sentir esta forte influência na Península.


De I. Gama a 19 de Novembro de 2006 às 17:34
A nossa região encontra-se fortemente marcada por vestígios romanos que prevaleceram até aos dias que correm.
A herança romana está bem patente em diversas construções que nos foram deixadas, como por exemplo vias, pontes e termas, entre outras.
A arquitectura romana focou-se principalmente em obras civis, negligenciadas pelos gregos.
Foram feitos (para além dos supracitados) mercados, bibliotecas, circos, anfiteatros, teatros, coliseus, basílicas, arcos de triunfo, fonte, estradas, aquedutos, templos, santuários e altares.
Nesta zona, podemos particularizar algumas provas de maior importância como a Ponte de Quintela, a Ponte de Alcafache, as Termas de Alcafache, a Citânia da Raposeira, os troços de estrada de Mesquitela, Mourilhe, Guimarães de Tavares, Alcafache, Roda e Almeidinha, diversos marcos miliários, uma calçada atribuída aos romanos em Abrunhosa do Mato, a placa honorífica de São Cosmado, a ara funerária da Fresta, a ara de Casas, a árula funerária de Quintela de Azurara, a árula das Antas e a de Penalva do Castelo, as placas honoríficas de Penalva do Castelo.
Os romanos influenciaram de tal forma a actualidade que, para além dos marcos miliários em que se baseiam as triviais placas de distância que hoje temos, também muitas das nossas estradas nacionais e auto-estradas foram projectadas segundo os modelos das vias e estradas romanas.


De I. Gama a 19 de Novembro de 2006 às 17:43
Como demorei algum tempo até passar aqui no blog e comentar (e como hoje estou num dia bom para o fazer) aproveito para vos deixar uma pequena curiosidade acerca da raiz etimológica romana da toponímia mangualdense.
Achei engraçado:)

Maoaldi, Moaldi - Mangualde
Almeida, Almeyda - Almeidinha
Caes - Cães
Caens de Juso - Cães de Baixo (hoje Santa Luzia)
Villa de Rey - Darei
Lavandeyra - Lavandeira
Paazos - Paços
Pineiro de Jusão, Spineiro, Villa de Pineiro -Pinheiro de Baixo
Roca, Rota - Roda
Sancto Andrea - Santo André
San Cosmadi, Sancto Cosmadi - São Cosmado


De Carolina Albuquerque a 27 de Novembro de 2006 às 17:31
Os comentários da inês estão muito interessantes e muito bem estruturados... parabéns! =)


De I. Gama a 19 de Novembro de 2006 às 17:45
Errata:

onde se lê 'romana', deve entender-se 'latina'-

Acho eu.


De esfahistoriadores a 19 de Novembro de 2006 às 19:31
Muito Bem...com os teus comentários mostras os teus conhecimentos mas também estás ajudar os teus colegas...Parabéns ...


De Filomena Albuquerque a 19 de Novembro de 2006 às 21:13
A conquista da Peninsula Iberica pelos Romanos foi um cenario de guerra entre os Romanos e Cartagineses deu-se a Segunda Guerra Punica.
Os Romanos chegaram em 218 antes de Cristo à peninsula, onde principiou-se as invasões pelas regiões sudeste, estes povos deram pouca resistência.
Nas zonas do centro e norte da Hispania, tribos guerreiros, como Lusitanos lutando com crueldade, o que dificultou a vida dos Romanos.
Os veiculos de Romanização: uma densa rede de cidades a politica de romanização centrou – se no desenvolvimento da vida urbana. Estas cidades, que desempenhavam importantes funções administrativas tornavam – se um pólo de atracão dos habitantes locais, o exército e a imigração os legionários eram portadores de cultura romana. A participação de hispânicos no exército, contratados com auxiliares actuou no mesmo sentido.
Para além dos elementos do exército, vieram para península numerosos imigrantes italianos. A imigração aumentou significativamente em tempo das guerras civis, trazendo para a hispânica elementos de alta classe fugidos das perseguições políticas e a acção das autoridades províncias, as autoridades romanas mostravam uma atitude de tolerância e respeito pelos nativos, que puderam preservar os seus costumes, estabelecer um clima de paz e confiança. Fundava escolas e atraíram os filhos de chefes indígenas, que fizeram educar à maneira romana. Se criaram clites locais, constituídas por aqueles que, tendo nascido na hispânica, ardiam desejo de se tornarem verdadeiros romanos.
A romanização foi um dos processos mais lentos.


De Filomena Albuquerque a 19 de Novembro de 2006 às 21:21
Por todo o pais encontraram-se vestigios deixados pelos Romanos, como pontes, vias, termas,...
Exemplos dos vestigios deixados pelo Romanos: troços de estrada Mourilhe, Mesquitela, Alcafache, Celorico da Beira, pontes: Serra da Estrela, Braga, Lisboa e as termas de Alcafache.
Troços de calçada pontes , marcos miliários e outros vestígios viários constituem um vasto património arqueológico que, a par das ruínas de villae, cidades e muitos outros sítios arqueológicos dão uma imagem bastante completa da grandiosidade que a civilização romana atingiu neste extremo ocidental da Europa.



De melanie a 22 de Novembro de 2006 às 16:45
A romanização teve um processo lento. Os Romanos chegaram à Península Ibérica e fixaram-se nas regiões do Sudoeste, aí não encontraram dificuldades, já na zona central e Norte não aconteceu o mesmo,pois os Lusitanos lutaram contra o domínio estrangeiro.A cultura Romana fixou-se rapidamente no sul porque a população estava habituada a conviver com outras pessoas e culturas diferentes. A Norte e centro da Península as populações permaneceram-se mais ligadas à cultura nativa.
Os romamos tinham 3 tipos de cidades :as colónias, os municipios e cidades estipendiárias.
Eles contruíram excelentes redes de estradas. A rede viária foi essencial para o desenvolvimento do comércio. O direito teve um papel importante entre os Romanos. A língua utilizada era o latim.
Eles praticavam uma agricultura intensiva, manteve-se uma abundante criação pecuária e também desenvolveram a indústria. Fundaram muitas cidades como por exemplo(Tritium) Covilhã,(Verurium)Viseu,(tongobriga)Trás-os-Montes,(Collipo)Leiria, (Aquae Flaviae)Chaves,(Alavarium)Aveiro.


De sofia a 25 de Janeiro de 2011 às 19:52
ya.....piiiiiiiiiiiiiiiii.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. BOAS FÉRIAS!!!!

. MATRIZ DO TESTE

. ARTE RENASCENTISTA

. HUMANISMO

. TESTE - SUGESTÃO DE RESOL...

. A ABERTURA AO MUNDO - O C...

. RENASCIMENTO

. AS IMAGENS DA VISITA DE E...

. VISITA DE ESTUDO

. SENHORIOS E CONCELHOS

.arquivos

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds