Terça-feira, 8 de Maio de 2007

HUMANISMO

 

* Restauro das letras, das figuras e do espirito dos clássicos

* Imitação e superação dos modelos clássicos

* Harmonia entre a tradição antiga e a revelação cristã

* Exaltação da grandeza do indivíduo

 

More by Holbein

 

* Elabora uma sintese biográfica de um dos humanistas que estudaste

(procura não elaborar a sintese biográfica de um humanista que um teu colega já elaborou)

publicado por esfahistoriadores às 23:25
link do post | comentar | favorito
|
13 comentários:
De Andreia Geraldo a 9 de Maio de 2007 às 21:18
Nicolau Maquiavel foi um historiador, poeta, diplomata e músico italiano do Renascimento, Nasceu em Florença no dia 3 de Maio de 1469 e faleceu no mesmo local a 21 de Junho de 1527.
Foi reconhecido fundador do pensamento e da ciência política moderna quando escreveu sobre o Estado e o Governo como realmente eram e não como deveriam ser.
Viveu a infância e a adolescência sobre o esplendor político de Florença durante o Governo de Lourenço de Médicis .
Conviveu com grandes nomes da época em que vivia, de onde vai tirar alguns postulados para a sua obra . Após ter servido Florença durante 14 anos é destituído do cargo, passando a escrever as suas obras, das quais se destacou "O príncipe" que foi publicado em 1532, mas escrito entre 1513 e 1518. Este volume foi dedicado a Lourenço de Médicis .
Antes disso, devido à perseguição feita a dois jovens que tinham em seu poder uma lista com nomes de possíveis adeptos do Movimento Republicano entre os quais constava o nome de Maquiavel, este foi preso e torturado sendo libertado, apenas, 22 anos depois.


De Carolina Albuquerque a 9 de Maio de 2007 às 21:49
Biobibliografia de André de Resende

André de Resende é um dos grandes Humanistas portugueses, sendo considerado o iniciador da arqueologia em Portugal. Nasceu a 13 de Dezembro de 1500 (data incerta), em Évora, e morreu a nove do mesmo mês de 1573.
Aos 10 anos de idade entra no Convento de S. Domingos da sua cidade natal. Passados 3 anos, vai para a Espanha, onde estuda nas Universidades de Alcalá, Henares e de Salamanca.
Em 1529, encontra-se em Lovaina, frequentando um círculo de amigos de Erasmo de Roterdão. De novo no Convento de S. Domingos de Évora, em 1533, é convidado para ser professor dos infantes seus irmãos e em particular de D. Duarte: abandonara, então, a ordem dominicana, ficando clérigo secular.
Foi autor de imensas obras, a salientar: Encomium Urbis et Academiae Lovaniensis (1530), Carmen Eruditum et Elegans (1531) - mais tarde conhecido por Economium Erasmi, onde aparece, pela primeira vez, o vocábulo "Lusíadas" como sinónimo de Portugueses, De Vita Aulica (1535), De Verborum Conjugatione (1540), História da Antiguidade da Cidade de Évora (1553), De Antiquitatibus Lusitaniae (1593), Vida do Infante D. Duarte (1789)
André de Resende deixou-nos, assim, uma vasta herança: livros, opúsculos, poemas isolados, cartas e estudos arqueológicos (a maioria escritos em latim).

Esta informação biobibliográfica de André de Resende teve como principais fontes de pesquisa as enciclopédias "O grande Livro dos Portugueses", do Círculo de Leitores, e a "Moderna Enciclopédia Universal", da mesma editora.


De Inês Gama a 10 de Maio de 2007 às 21:39
Gaspar Frutuoso foi um importante humanista português que viveu entre 1522 e 1591, tendo nascido na ilha de São Miguel, em Ponta Delgada.
Pouco se conhece da sua infância, sabe-se apenas que nasceu no seio de uma família rica que participava na aristocracia local.
Estudou Artes e Teologia, disciplinas em que se tornou bacharel, na Universidade de Salamanca. Terá sido ordenado presbítero por volta de 1554, aparentemente numa visita a São Miguel, já que o seu registo em Salamanca no ano lectivo de 1554/1555 o dá pela primeira vez como presbitero bachiller .
Novamente em S. Miguel, redigiu documentos que provam que lá paroquiou.
Em Bragança, colaborou com proximidade com o bispo D. Julião de Alva e poder-se-á ter doutorado na Universidade de Évora (uma instituição pertencente à Companhia de Jesus), apesar de não haver registos que o corroborem.
Por carta de confirmação de 20 de Maio de 1565 foi nomeado vigário e pregador da Matriz de Nossa Senhora da Estrela da então vila da Ribeira Grande. Tinha uma ligação muito profunda aos jesuítas.
A sua obra “Saudades da Terra” constitui uma relíquia informativa, na medida em que foca todo um conjunto de aspectos que afirmam Gaspar Frutuoso como um renascentista na verdadeira acepção do termo.
Aquando da morte, foi sepultado na sua igreja.



Esta síntese foi elaborada por mim e resulta da consulta e estudo de diversos sites e enciclopédias, pelo que não refiro as fontes.


De Abílio, Carolina e Inês a 12 de Maio de 2007 às 14:58
Olá Doutorzinho!

Quando é que apresentamos o trabalho sobre a escultura e a pintura em Portugal?

Bom fim-de-semana!

=)


De esfahistoriadores a 14 de Maio de 2007 às 22:11
Olá
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Olá <BR class=incorrect name="incorrect" <a>6ªfeira</A> dia 18
Até amanhã


De ana margarida a 12 de Maio de 2007 às 20:22
Miguel de Cervantes, romancista, dramaturgo e poeta espanhol, nasceu em Alcalá de Henares, no dia 29 de Setembro de 1547 e morreu no dia 23 de Abril de 1616.
A sua participação na batalha de Lepanto, no ano 1571, deixa-lhe destruída a mão esquerda o que faz com que este ganhe o apelido de “o manco de Lepanto”. Em 1575, durante o seu regresso de Nápoles a Espanha é capturado por piratas argelinos. Mais tarde de volta a Espanha casa-se com Catalina de Salazar em 1584, vivendo algum tempo em Esquivias, povoado de La Mancha de onde era a sua esposa, dedicando-se ao teatro.
Don Quixote de La Mancha, a primeira parte desta obra foi publicado em 1605 (“ o engenhoso fidalgo dom Quixote de la Mancha”) e a segunda em 1615 (“ o engenhoso cavaleiro dom Quixote de la Mancha”) ambas as partes foram publicadas em Madrid.


De Didier a 17 de Maio de 2007 às 17:22
Francesco Petrarca (Arezzo, 20 de Julho de 1304 - Pádua, 19 de Julho de 1374) foi um importante escritor, poeta e humanista italiano, famoso, principalmente, devido ao seu Romanceiro. É considerado o inventor do soneto, tipo de poema composto de 14 versos.
Pesquisador e filólogo, divulgador e escritor, é tido como o "pai do humanismo". Mas esse grande latinista deve sua fama principalmente aos seus poemas, escritos em língua italiana.
O nome de Petrarca está associado de maneira indivisível ao de Laura, a mulher amada que ele canta em Rerum vulgarium fragmenta (Fragmentos em língua popular), mais conhecidos pelo nome de Canzoniere.


De cristiana saraiva a 18 de Maio de 2007 às 18:21
Desiderius Erasmus Roterodamus , conhecido como Erasmo de Rotterdam ou Erasmo de Roterdã (nascido provavelmente a 27 de Outubro de 1466 em Rotterdam e falecido a 12 de Julho de 1536 em Basiléia ) foi um teólogo e um humanista neerlandês.

Ele nasceu em Geert Geertsen , em Rotterdam , Holanda do Sul, Países Baixos. Ele acreditava (erroneamente) que a raiz da palavra Geert " tivesse origem em begeren (desejar) e traduziu isto para o latim e para o grego. A informação sobre a sua família e sobre a sua juventude é vagamente referida nos seus escritos. Ele era quase seguramente filho ilegítimo. O seu pai foi um padre chamado Gerard . Pouco se sabe sobre a sua mãe para além do nome: Margarete . Apesar de ilegítimo, os seus pais tomaram conta dele até às suas mortes prematuras, com a peste negra, em 1483. Nessa altura a sua educação ficou a cargo de uma série de mosteiros, e foi uma educação exemplar, a melhor possível a um jovem do seu tempo.

Realizou os votos monásticos aos 25 anos, aproximadamente. Contudo, diz-se que nunca viveu como tal, sendo inclusive um grande crítico da vida monástica e das características que julgava negativas na Igreja.

Frequentou o Collège Montaigu em Paris e continuou os seus estudos na Universidade de Paris, então o principal centro da escolástica, apesar da influência crescente do Renascimento da cultura clássica, que chegava de Itália. Erasmo optou por uma vida de académico independente, independente de país, independente de laços académicos, de lealdade religiosa, e de tudo que pudesse interferir com a sua liberdade intelectual e a sua expressão literária.

[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Desiderius Erasmus Roterodamus , conhecido como Erasmo de Rotterdam ou Erasmo de Roterdã (nascido provavelmente a 27 de Outubro de 1466 em Rotterdam e falecido a 12 de Julho de 1536 em Basiléia ) foi um teólogo e um humanista neerlandês. <BR><BR>Ele nasceu em Geert Geertsen , em Rotterdam , Holanda do Sul, Países Baixos. Ele acreditava (erroneamente) que a raiz da palavra Geert " tivesse origem em begeren (desejar) e traduziu isto para o latim e para o grego. A informação sobre a sua família e sobre a sua juventude é vagamente referida nos seus escritos. Ele era quase seguramente filho ilegítimo. O seu pai foi um padre chamado Gerard . Pouco se sabe sobre a sua mãe para além do nome: Margarete . Apesar de ilegítimo, os seus pais tomaram conta dele até às suas mortes prematuras, com a peste negra, em 1483. Nessa altura a sua educação ficou a cargo de uma série de mosteiros, e foi uma educação exemplar, a melhor possível a um jovem do seu tempo. <BR><BR>Realizou os votos monásticos aos 25 anos, aproximadamente. Contudo, diz-se que nunca viveu como tal, sendo inclusive um grande crítico da vida monástica e das características que julgava negativas na Igreja. <BR><BR>Frequentou o Collège Montaigu em Paris e continuou os seus estudos na Universidade de Paris, então o principal centro da escolástica, apesar da influência crescente do Renascimento da cultura clássica, que chegava de Itália. Erasmo optou por uma vida de académico independente, independente de país, independente de laços académicos, de lealdade religiosa, e de tudo que pudesse interferir com a sua liberdade intelectual e a sua expressão literária. <BR><BR><BR class=incorrect name="incorrect" <a>Kings's</A> College , Universidade de CambridgeOs principais centros da sua actividade foram Paris, Louvain , Inglaterra e Basiléia . No entanto, nunca pertenceu firmemente a nenhum destes sítios. O seu tempo em Inglaterra foi frutuoso, tendo feito amizades para a vida com os líderes ingleses, mesmo nos dias tumultuosos do rei Henrique VIII: John Colet , Thomas More, John Fisher , Thomas Linacre e Willian Grocyn . Na Universidade de Cambridge foi o professor da divindade de Lady Margaret e teve a opção de passar o resto de sua vida como professor de inglês. Ele esteve no Queens ' College , em Cambridge e é possível que tenha sido alumnus . <BR><BR><BR>


De melanie a 20 de Maio de 2007 às 14:25
Michel Eyquem de Montaigne nasceu a 28 de Fevereiro de 1533em château de Montaigne, no Périgord – e morreu a 13 de Setembro de 1592 no mesmo lugar, escritor e ensaísta francês, considerado por muitos como o inventor do ensaio pessoal. Nas suas obras e, mais especificamente nos seus "Ensaios", analisou as instituições, as opiniões e os costumes, debruçando-se sobre os dogmas da sua época e tomando a generalidade da humanidade como objecto de estudo. É considerado um céptico e Humanista . Montaigne começou a sua educação com o seu pai. Este tinha um espírito por um lado vigilante e metódico e por outro aberto às novidades. Após estes estudos enveredou pelo Direito. Exerceu a função de magistrado primeiro em Périgoux depois em Bordéus. Retirou-se para o seu castelo quando tinha 34 anos. Para se dedicar ao estudo e à reflexão. Levou nove anos a redigir os dois primeiros livros dos Essais. Depois viajou por toda a Europa durante dois anos (1580-1588). Faz o relato desta viagem no livro Journal de Voyage, que só foi publicado pela primeira vez em 1774. Foi presidente da Câmara em Bordéus durante quatro anos. Depois regressou ao seu castelo e continuou a corrigir e a escrever os Essais. Os seus Ensaios compreendem três volumes (três livros). Os seus Ensaios vieram a público em três versões: Os dois primeiros em 1580e 1588. Na edição de 1588 aparece o terceiro volume. Em 1595publica-se uma edição póstuma destes três livros com novos acrescentos. Montaigne apresenta-se-nos em toda a sua complexidade e variedade humanas. Procura também encontrar em si o que é singular. Montaigne é assim um livre pensador. é um pensador sobre o Humano, sobre as suas diversidades e características. E é um pensador que se dedica aos temas que mais lhe apetecem, vai pensando ao sabor dos seus interesses e caprichos. O que lhe interessa nos autores antigos, especialmente os latinos mas também gregos, é encontrar máximas e reflexões que o ajudem na sua vida diária e na sua auto-descoberta. Ele tenta assim compreender-se, através da introspecção, e tenta assim compreender os Homens, é um pensador ético. Procura indagar o que está certo ou errado na conduta humana. Propõe-se mais estudar pelos seus ensaios certos assuntos do que dar respostas. No fundo Montaigne está naquele grupo de pensadores que estão a perguntar em vez de responder. Como não está interessado em dar respostas apriorísticas tem uma certa reserva em relação a misticismos e crenças. É de notar um certo alheamento em relação ao Cristianismo e às lutas de religião que se viviam em França. Embora não deixe de refletir em assuntos como a destruição das novas índias pelos Espanhóis. Ou seja, as suas reflexões visam os clássicos e a sua própria contemporaneidade. Tanto fala de um episódio de Cipião como fala de algum acontecimento do seu século como fala de um qualquer seu episódio doméstico.




De Joana Vaz a 21 de Maio de 2007 às 14:33
Donatello

Artista florentino do Renascimento italiano, Donato di Niccolò di Betto Bardi, conhecido pelo diminutivo Donatello, é considerado um dos maiores escultores de sempre e o fundador da escultura moderna. Nasceu em 1386 e veio a falecer em 1466. Começou como aprendiz de ourives, mas Ghiberti foi realmente o seu primeiro mestre. O seu primeiro trabalho em mármore, uma representação de David, revela-se ainda muito dependente da influência da escultura gótica, com algumas tendências clássicas. S. Marco, S. Jorge, João Evangelista e o relevo S. Jorge Matando o Dragão pertencem a esta etapa de formação. Pode considerar-se que os princípios da escultura clássica marcam um segundo período artístico, que se estende de 1425 a 1443. Donatello usou a perspectiva matemática para dar maior profundidade aos trabalhos e estudou a arte romana da caracterização das figuras. De 1430 a 1433 executou várias encomendas em Roma, mas foi em Florença que criou a estátua mais notável deste período e o primeiro nu, em escultura, do Renascimento: um bronze de David. Os últimos anos da sua vida foram passados em Florença. A sua obra assumiu aspectos mais trágicos, como em A Madalena (1455). Outras das suas grandes obras foram: Os Milagres de Santo António, A Basílica de Santo António, II Gattamelata, Judite e Holofernes.


De Carina Costa a 21 de Maio de 2007 às 14:36
Leonardo Da Vinci

Leonardo da Vinci foi um dos grandes artistas do Renascimento italiano. Nasceu em 1452, em Florença. A paixão pelo conhecimento conduziu-o pelos vários campos do saber, levando-o a interessar-se pela arquitectura, pela engenharia e pela ciência. Antecipou muitos dos caminhos da investigação moderna e influenciou duradoiramente a arte italiana.
Leonardo recebeu uma educação cuidada e foi aluno e depois assistente de Verrocchio. Nos trabalhos inacabados de S. Jerónimo (1481) e de A Adoração dos Reis Magos (1481), a mestria do pintor está já patente: o problema da representação de um grupo é resolvido de modo a que as figuras do primeiro plano não se deixem submergir pelas do segundo plano.
Em 1483, instalado em Milão, Leonardo trabalhou na composição de A Virgem Dos Rochedos, de que existem duas versões. Trabalhava muito os seus projectos e, em A Virgem, o ritmo da composição evidencia uma forma uterina, matriarcal, totalmente em harmonia com o tema, e em que mesmo os gestos das personagens apontam para um movimento circular. Em 1497 teria completado o fresco A Última Ceia, considerado um exemplo de penetração psicológica e de subtileza de expressão, mas que infelizmente chegou até aos nossos dias muito danificado.
De volta a Florença em 1503, pintou a Mona Lisa e terá começado A Virgem e o Menino com Santa Ana. Viajou muito e finalmente instalou-se em França, sob a protecção de Francisco I, vindo a falecer em 1519.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. BOAS FÉRIAS!!!!

. MATRIZ DO TESTE

. ARTE RENASCENTISTA

. HUMANISMO

. TESTE - SUGESTÃO DE RESOL...

. A ABERTURA AO MUNDO - O C...

. RENASCIMENTO

. AS IMAGENS DA VISITA DE E...

. VISITA DE ESTUDO

. SENHORIOS E CONCELHOS

.arquivos

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds